segunda-feira, 12 de junho de 2017

RESENHA: Livro "Wabi-Sabi" de Francesc Miralles

Olá meus amores, quanta correria esses dias! Quase não tive tempo de publicar essa resenhas, mas estamos aqui. Venha conhecer mais uma boa indicação...
TÍTULO: Wabi-Sabi
AUTOR: Francesc Miralles
PÁGINAS: 224
EDITORA: Record
 Quando um relacionamento vai mal, nada melhor do que viajar para um mundo distante para repensar a vida 
E é exatamente isso que Samuel faz. Sua namorada, Gabriela, com quem ele mantém um relacionamento há oito anos, parece mais distante a cada dia, e sua vida passa a se dividir entre as aulas de alemão e as pesquisas que faz para os livros de autoajuda de seu vizinho, o escritor Titus. Tudo isso na companhia do gato Mishima. 
Porém, certa manhã, algo tira Samuel de sua existência monótona: um cartão-postal vindo do Japão com a imagem de um gato de porcelana, o maneki-neko, e os dizeres “Wabi-Sabi”. Dias depois, ele recebe em sua casa um segundo postal com a fotografia de um templo e as mesmas palavras. Intrigado, Samuel decide ir ao Japão para descobrir quem é o remetente das misteriosas mensagens, e sua viagem acaba se transformando em uma verdadeira jornada de autoconhecimento.
Wabi-Sabi é um romance narrado em primeira pessoa de 224 páginas lançado pela editora Record no mês de Maio de 2017. Com folhas amarelas e uma arte linda e coerente na capa, o livro consegue conquistar o leitor logo de cara, pela sua aparência.

Samuel é um espanhol professor de língua alemã que vive em Barcelona sozinho com seu gato. Tem uma namorada de longa data chamada Gabriela e um vizinho japonês de meia-idade que é seu melhor amigo. A vida de Samuel lhe agrada apesar de ser extremamente tranquila, sem muitos amigos e com um namoro que não evolui.

Até que um dia uma postagem do Japão sem remetente contendo apenas a imagem de um gato de porcelana de um lado e do outro as palavras WABI-SABI. Samuel quase achou que fosse um erro se não fosse o endereço e seu nome escrito corretamente à mão. Dias depois antes de receber o segundo cartão-postal, Gabriela, que estava na França decide romper o relacionamento com Samuel, e isso o deixa muito desolado.

Quando recebe o segundo postal contendo apenas a foto de um templo japonês, Samuel se sente tentado a descobrir a origem dos cartões, e com os conselhos de seu amigo japonês Titus, da veterinária de seu gato e até da própria ex-namorada ele decide embarcar para o Japão numa viagem às cegas e que promete dar um up na sua tão parada vida.

O livro consegue transportar o leitor para dentro da cultura japonesa de forma sucinta e encantadora. Um homem de 37 anos redescobrindo o sentimento do inesperado depois de um banho de água fria da vida é interessante de analisar e acompanhar. Além disso, seu amigo japonês lhe dá a missão de descobrir mais sobre Wabi-Sabi para transformar numa pesquisa para um livro.

O enredo simples e a narrativa fluida agradam pelo fato de abordar temas como cultura, autoconhecimento e amor numa história incomum. Uma leitura rápida, agradável e que no meu caso, uma quebra na rotina literária, além de trazer conhecimento de uma cultura com ensinamentos tão belos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

TWITTER